RADIO FREE

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Garota apelidada por “Sorvetinho” é encontrada morta no Crato

post-feature-image

Num curto intervalo de 20 horas três homicídios foram registrados em Crato começando pelo assassinato do frentista Cícero Elano Ferreira da Hora, de 31 anos, na manhã de domingo no Distrito Bela Vista. Já às 23h30min, na Rua Dom Pedro I (Bairro Mutirão) em Crato, José Humberto Caetano, de 38 anos, o “Novinho” que residia na Rua Padre Ibiapina (Bairro Alto da Penha), foi morto por dois homens que fugiram numa moto Honda de cor escura. Ele respondia por crimes de violência doméstica.

Por volta das 6 horas desta segunda-feira foi encontrado o cadáver de uma jovem crivado de balas no Sítio Santa Rosa perto do Distrito Industrial do Cariri em Crato. De iniciais L. S. G. S., a mesma tinha 19 anos, era muito conhecida por “Sorvetinho” e residia na localidade denominada Vila Nova (Bairro Pedrinhas) em Juazeiro. Uma de suas ultimas prisões em flagrante se deu no dia 23 de outubro de 2013 na Avenida Leão Sampaio perto da CEASA em Barbalha.

Segundo a polícia, ela estaria planejando um assalto na Loja Fissura na Rua do Vidéo daquele município juntamente com outros dois comparsas, sendo um deles irmão da garota. Uma pessoa teria reconhecido Sorvetinho e se distanciou para avisar à polícia quando esta notou e teve receio de dar continuidade ao assalto. O trio trafegava numa moto Yamaha YBR de cor vermelha e terminou perseguido quando um deles deixou o veículo para ficar mais leve e seguiu numa Topic.

A moto foi interceptada perto da CEASA e era pilotada por Welisson Pereira Alves, então com 20 anos, residente na Rua Pelúsio Correia de Macedo (Bairro Leandro Bezerra) em Juazeiro e Sorvetinho na garupa. Já a Topic terminou interceptada em frente ao antigo Hospital Santo Inácio e, no veículo, estyava o irmão de Sorvetinho de iniciais C. B. G. S., de 17 anos, apelidado por Macaxeira, com um revólver calibre 38 tendo três cartuchos intactos.

A adolescente teria sido autora do assalto na UNIMED Pediatria, que funciona na Rua do Cruzeiro (São Miguel) em Juazeiro no dia 14 de outubro de 2013. Por volta das 20h30min um casal armado chegou ao estabelecimento anunciando o assalto roubando celulares dos clientes que aguardavam atendimento além de uma bolsa com dinheiro, documentos e cartões, bem como dinheiro da própria UNIMED. Os dois saíram a pé, mas uma moto os aguardavam.

Antes, no dia 7 de outubro de 2013, foi registrada uma tentativa de assalto no Dentista Popular que funciona na Rua São Pedro, no centro de Juazeiro, resultando no ferimento à bala de um rapaz de 22 anos que reagiu e o atropelamento de uma mulher por ocasião da fuga do casal armado. Uma testemunha disse à polícia que a jovem seria “Sorvetinho”. Seu comparsa atropelou uma mulher já perto da Matriz, deixando cair um revólver, mas se levantou quando apanhou a arma e a moto para seguir na fuga.

Já no dia 4 de julho de 2012, no cruzamento das ruas da Paz e Nossa Senhora Aparecida (João Cabral), Sorvetinho foi apreendida com uma amiga de 14 e um rapaz de 17 anos armados com um revólver calibre 38 e mais 16 cartuchos, sendo três deflagrados. O garoto tentava passar a arma para a mesma que estava com pouca roupa e não deu para esconder. No dia anterior, já tinha sido apreendida por furto e posta em liberdade.

No dia 16 de fevereiro de 2013, no cruzamento das ruas das Flores e Jaime Dorcy (João Cabral), a polícia reconheceu a mesma pilotando uma moto Yamaha YBR Factor de cor roxa e mandou parar. Na garupa vinha Cícero Kerciano Silva Duarte, de 20 anos, que mora na Rua Clotilde Norões Mota (Triângulo), o qual demonstrou certa inquietação já que portava na cintura um revólver calibre 38 com quatro cartuchos intactos encontrado pelos PMs ao revistá-lo.

No dia 9 de setembro de 2013 ela e outra mulher adentraram a loja de confecções Audace que funciona na Rua São Benedito (Franciscanos) e renderam a proprietária de 32 anos. Elas roubaram dois celulares, um notebook, uma bolsa com documentos, cartões e várias peças de roupas. Antes de fugirem em uma moto Honda Fan de cor preta, uma delas atirou duas vezes na comerciante atingindo-a no braço e na perna. Um irmão de Sorvetinho, Laudismar Panta da Silva, foi morto no dia 7 de junho de 2014, enquanto o outro irmão apelidado por “Macaxeira” está preso.


Reproduzido por MassapeCeara.Com|Créditos: Demontier Tenório Miséria.com.br


0 comentários:

Postar um comentário